"No fundo de tudo há a aleluia." (Clarice Lispector)

quarta-feira, 25 de março de 2009

Tomba a Sombra


entre a idéia

e a realidade

entre o movimento

e a ação

Tomba a Sombra


entre a concepção

e a criação

entre a emoção

e a reação

Tomba a Sombra


entre o desejo

e o espasmo

entre a potência

e a existência

entre a essência

e a descendência

Tomba a Sombra


Assim expira o mundo

Não como uma explosão, mas com um suspiro.


T.S.Eliot/ os homens ocos/1925

3 comentários:

  1. O Homem, descende do ceu,mais nunca olha pra
    mais longe das nubems.Seus olhos säo só pra olhar de perto aquelhas coisas que nunca poderá se lhevar,porque pertenecen a materia da terra.


    É muito boa a poesía de Eliot.
    Profundamente intensa,só pra gente que trasciende a mesma vida.

    Um bejo Carmen.Näo me deixe de escreber coisas taô belhas, e me disculpa si o meu portugués näo é perfecto, ainda estou aprendendo.

    ResponderExcluir
  2. esta escolha é mesmo muito boa. Perdia-me por aqui, algum tempo, nas leituras.

    beijo.

    ResponderExcluir
  3. perdia-me não...eheheheh

    perdi-me mesmo

    ResponderExcluir